PREVENÇÃO CARDIOVASCULAR

Dr. Salomão Nejman

 

ESTE SITE FOI CRIADO COM O OBJETIVO DE AJUDAR VOCÊ
A CUIDAR MELHOR DA SUA SAÚDE

MEU PROPÓSITO É LHE INFORMAR SOBRE
OS FATORES DE RISCO CORONARIANO

NÃO É UMA ALTERNATIVA DE CONSULTA MÉDICA
NÃO DEIXE DE CONSULTAR O SEU MÉDICO


          Previna-se
Controle os seus Fatores de Risco

 

globe15.gif (1996 bytes)
DOENÇA CORONARIANA É A DOENÇA DO CORAÇÃO QUE MAIS ATINGE O MUNDO INDUSTRIALIZADO SOB OS ASPECTOS SOCIAL, MÉDICO E ECONÔMICO
CONTROLANDO OS CHAMADOS FATORES DE RISCO
PODEREMOS MINIMIZAR A SUA INCIDÊNCIA




Fator de Risco é uma condição ou comportamento associado ao aparecimento de
Doença Cardiovascular

Quanto mais Fatores de Risco você tiver, mais chance terá de apresentar
Doença Cardiovascular

Quais são os Fatores de Risco ?

 

NÃO PODEM SER MODIFICADOS


Hereditariedade
Sexo
Idade
PODEM SER MODIFICADOS


Tabagismo
Hipertensão Arterial
Níveis Sanguíneos de Colesterol
Diabetes Mellitus

FATORES CONTRIBUINTES


Obesidade
Falta de Exercício
Estresse

 

ORIENTAÇÃO CLÍNICA
HISTÓRIA FAMILIAR - Seu risco será maior, se membros da sua família tiveram doença coronariana. Seu risco aumenta ainda mais, se você for do sexo masculino com um parente que faleceu de um ataque cardíaco prematuramente abaixo de 55 anos.
IDADE - O risco de se adquirir doença do coração aumenta na medida que envelhecemos. Mais de 75% de infartos do miocárdio ocorrem em pessoas acima de 65 anos.
SEXO - Homens abaixo de 50 anos tem duas ou três vezes maior chance de ataque cardíaco em comparação com mulheres da mesma idade. Entretando após a menopausa, o risco é semelhante.

TABAGISMO - Aumenta 3 a 4 vezes o seu risco, em comparação a não fumantes. O fumo pode ocasionar contração dos musculos de uma artéria, reduzindo assim o fluxo de sangue ao seu coração.
HIPERTENSÃO ARTERIAL - A "Pressão Alta " causa o sangue a pressionar a parede das artérias, danificando-as e ocasionando o aparecimento de ATEROSCLEROSE das artérias coronárias. Em pessoas acima de 45 anos de idade é o fator de risco principal para o aparecimento do infarto do miocárdio. O tratamento da hipertensão arterial, produz em todas as idades uma redução nítida de doenças associadas tais como infarto do miocárdio, acidente vascular cerebral ("derrame") e doenças renais.
COLESTEROL - O colesterol é uma substância gordurosa encontrada em alimentos de origem animal. Altos níveis de colesterol sanguíneo, contribuem para a formação da placa de gordura. Diminua da sua alimentação os açúcares e o alcool.
TRIGLICERÍDIOS - Triglicerídios é um tipo de gordura encontrado no sangue, produto do desdobramento do açúcar que contribue para a formação da placa de gordura. Diminua da sua alimentação os açucares e o alcool.
DIABETES - Se você tem Diabetes, você tem duas vezes mais chance de apresentar doença do coração. O Diabetes danifica as paredes das artérias, aumentando o risco da formação de placa de gordura. Você pode diminuir o risco de doença coronária, mantendo os seus níveis de açucar normais, controlando o colesterol e os níveis sanguíneos de triglicerídios.
EXCESSO DE BEBIDAS ALCOÓLICAS E CAFEÍNA - Alcool e cafeína, aumentam o seu colesterol , aumentando o nível de gordura no sangue. Trate de controlar o consumo de bebidas alcoólicas e cafeína.
OBESIDADE - Quando se é Obeso, o coração tem que trabalhar mais para suprir os tecidos " em excesso" com sangue. Muitas vezes, quando se perde peso, consegue-se diminuir o colesterol e baixar a pressão arterial. A obesidade tem um efeito negativo quando se soma aos outros Fatores de Risco, tais como a hipertensão arterial , inatividade física, colesterol e tendência a diabetes.
FALTA DE EXERCÍCIO - Um organismo saudável, necessita de uma combinação de repouso, relaxamento e atividade. Um programa de exercício diário balanceado é melhor que muito exercício num dia e nenhum no outro. A atividade física regular, seja praticando um esporte ou sob a forma de jardinagem por exemplo, aumenta a utilização de oxigênio pelo músculo cardíaco e a sua função, retarda o envelhecimento dos vasos sanguíneos e evita o aparecimento de batimentos cardíacos anormais ( " arritmia cardíaca ") .
ESTRESSE - O estresse da nossa vida moderna, na " era digital ", é considerado um Fator de Risco. Ele existe de verdade. Considere no seu dia-a-dia, maneiras de modificá-lo procurando programas de relaxamento, como por exemplo a meditação, a música, a leitura ou outra atividade na qual você se sinta bem.


ATUALMENTE ESTÃO EM INVESTIGAÇÃO CIENTÍFICA NOVOS FATORES DE RISCO
 

       OS PESQUISADORES  AINDA ESTÃO APRENDENDO SOBRE ELES...  


( Lp(a) - PCR ultra-sensível -Fibrinogênio - Homocisteína )


LIPOPROTEÍNA ( a ) - É uma lipoproteína associada ao colesterol LDL ( mau ) e parece ser um fator de risco. O dano arterial seria devido ao fato de impedir a dissolução dos coágulos dentro das nossas artérias.
PROTEÍNA C-REATIVA - Parece que o processo de aterosclerose pode ter o seu início devido a certos virus e outros microorganismos tais como o virus citomegálico,  chlamidia e helicobacter  pilory este último bactéria causadora de úlceras do  estomago.  A proteína c-reativa é um marcador inflamatório. Níveis elevados no sangue tem sido relacionados com um aumento do risco para doenças cardiovasculares.
  FIBRINOGÊNIO - É uma proteína  no sangue necessária para a coagulação  sanguínea normal, porém quando em excesso pode ocasionar o agrupamento de células responsáveis   pela coagulação ( plaquetas ) formando coágulos dentro de uma artéria, produzindo um INFARTO.
 HOMOCISTEÍNA - Parece que altos níveis deste aminoácido no sangue podem contribuir  para o aparecimento de doença  coronária, " acidentes vasculares encefálicos " ( derrames )  e má circulação. As dietas ricas em acido fólico e vitaminas do complexo B fazem diminuir  os níveis de homocisteína no sangue.  
                               

Alguns médicos recomendam que estes novos Fatores de Risco sejam verificados na prática médica diária, outros não, porque as pesquisas ainda estão nas suas raízes e o papel exercido por estas substâncias ainda não é totalmente conhecido.

                                                                                                                 


O FATOR MAIS IMPORTANTE
PARA SE REDUZIR O RISCO É A EDUCAÇÃO

"NOS ÚLTIMOS 20 ANOS, COM O CONTROLE DOS CHAMADOS FATORES DE RISCO HOUVE EXTRAÓRDINÁRIA REDUÇÃO DA MORTALIDADE DA DOENÇA CORONARIANA"

 

Dr. Salomão Nejman

Consultório médico para orientação clínica de pacientes com distúrbios do colesterol total, triglicerídeos, elevado LDL colesterol ou baixo HDL colesterol, pacientes com múltiplos fatores de risco, pacientes interessados em prevenção secundária seguindo-se a Infarto do Miocárdio, Angina de Peito, Angioplastias e Cirurgia de Revascularização Miocárdica

drsalo@webcorner.com.br

 

Quem sou ?

Médico Formado pela Faculdade de Ciências Médicas da UERJ, 1958
Rio de Janeiro - Brasil

Certificado Standard ( ECFMG - American Medical Association)

Interno do Lawrence Hospital em Bronxville - New York, USA

Residente em Medicina Interna do Grasslands Hospital em Valhalla - New York, USA
(Westchester Medical Center)

Médico da Unidade de Apoio Terapêutico do Instituto Nacional de Cardiologia Laranjeiras
Ministério da Saúde - Rio de Janeiro - Brasil

          PREVINA-SE

FAÇA 0 SEU TESTE AGORA
LEMBRE-SE QUE A INTERPRETAÇÃO DEVE
SER AVALIADA PELO SEU MÉDICO

Sociedade Brasileira de Cardiologia
http://www.cardiol.br/

 

LINKS

Lawrence Hospital, Bronxville, New York

Westchester Medical Center, New York

American Heart Association
http://www.americanheart.org/

Sociedade Brasileira de Cardiologia
http://www.cardiol.br/

Conselho Regional de Medicina do Estado do Rio de Janeiro
http://www.cremerj.com.br/

Instituto Nacional de Cardiologia Laranjeiras
http://www.hcl.saude.gov.br/


INCL

PREVINA-SE

NÃO DEIXE A SUA SAÚDE IR EMBORA...

VOCÊ PODE CONTROLAR QUASE TODOS OS SEUS FATORES DE RISCO

               EVITANDO A ATEROSCLEROSE

 

                  O QUE É ARTERIOESCLEROSE

ARTERIOESCLEROSE É O ENDURECIMENTO E ESPESSAMENTO DAS ARTÉRIAS QUE OCORRE NORMALMENTE A MEDIDA QUE ENVELHECEMOS

         .

 

                         ... E ATEROSCLEROSE

      

 

SÃO PLACAS RESULTANTES DO DEPÓSITO DE GORDURAS, COLESTEROL E OUTROS PRODUTOS, NAS PAREDES INTERNAS DAS ARTÉRIAS...

O MEU COLESTEROL POR EXEMPLO ESTÁ NA GEMA ...

 

O SEU COLESTEROL , QUANDO EM EXCESSO, PODE SE LOCALIZAR AQUÍ
                          

infarto.JPG (50721 bytes) 


O EXCESSO DE COLESTEROL NA CORRENTE SANGUÍNEA, FORMA UMA PLACA , UM DEPÓSITO DURO  NA PAREDE DAS ARTÉRIAS. ESTE ESTREITAMENTO PROGRESSIVO, REDUZ O FLUXO DE SANGUE AO CORAÇÃO, PODENDO OCASIONAR CERTAS COMPLICAÇÕES CLÍNICAS OU CIRÚRGICAS COMO NO EXEMPLO ABAIXO

               

É POSSÍVEL RETARDAR, PARAR E REVERTER A FORMAÇÃO DA PLACA , DIMINUINDO OS SEUS NIVEIS DE COLESTEROL SANGUÍNEO, ATRAVÉS DE DIETA, EXERCÍCIO E MEDICAMENTOS REDUZINDO ASSIM O SEU RISCO DE DOENÇA ARTERIAL CORONARIANA

              CONTROLE OS SEUS FATORES DE RISCO

TABAGISMO
FALTA DE EXERCÍCIO

HIPERTENSÃO ARTERIAL
COLESTEROL
DIABETES MELLITUS
OBESIDADE
ESTRESSE

              PROCURE O SEU MÉDICO

doctor1.gif (3167 bytes)

PREVENÇÃO CARDIOVASCULAR

 

        PREVENÇÃO PRIMÁRIA :  Se você nunca teve problemas no coração...


  heart15.gif (1236 bytes) PREVENÇÃO SECUNDÁRIA:  Se você já teve problemas no coração...

  

 

PODE TER CERTEZA
A SUA QUALIDADE DE VIDA PODERÁ MELHORAR ...

        COM O CONTROLE DOS SEUS FATORES DE RISCO

   

A PARTIR DOS 2O ANOS DE IDADE TODOS DEVEM CONHECER
OS SEUS NÍVEIS SANGUÍNEOS  DO
COLESTEROL TOTAL, HDL, LDL e TRIGLICÉRIDES

 HM00163_.wmf (7282 bytes)CONVÉM   REPETIR O EXAME A CADA 5 ANOS

BD08911_.WMF (37006 bytes)

      DIABÉTICOS E PESSOAS QUE TÊM DOENÇA CORONÁRIA
PRECISAM  TER CUIDADOS MÉDICOS ESPECIAIS

AN02122_.WMF (7540 bytes) 

  O  COLESTEROL LDL  ( mau )  É O RESPONSÁVEL
     PRINCIPAL PELAS PLACAS DE ATEROMA

  

                             OS OUTROS FATORES DE RISCO TAMBÉM DEVEM  SER AVALIADOS                             

                             PH01255G.GIF (7765 bytes)                                

    TABAGISMO , HIPERTENSÃO ARTERIAL , BAIXO HDL ( bom ) COLESTEROL
HISTÓRIA FAMILIAR e IDADE AVANÇADA

APLICAÇÃO PRÁTICA PARA O PÚBLICO

BS00554_.wmf (3982 bytes)

ESTIMATIVA DO RISCO CORONÁRIO EM DEZ ANOS
                                                        

  SUA SAÚDE  NOS PRÓXIMOS 10 ANOS  TOOLS5.jpg (912 bytes)

PE07677_.WMF (15062 bytes)

     DOENÇA ARTERIAL CORONÁRIA

VAMOS INTERAGIR

                                    ETAPA 1                                                                                                                                                              

IDADE HOMENS MULHERES
30 - 34 -1 -9
35 - 39 0 -4
40 - 44 1 0
45-49 2 3
50-54 3 6
55-59 4 7
60-64 5 8
65-69 6 8
70-74 7 8

                                  ETAPA 2                                                                        

Colesterol Total mg/dl Homens Mulheres
<160 -3 -2
160 - 199 0 0
200 - 239 1 1
240 - 279 2 1
>280 3 3
 

                                  ETAPA 3 

Colesterol HDL mg/dl Homens Mulheres
<35 2 5
35 - 44 1 2
45 - 49 0 1
50 - 59 0 0
>60 -2 -3

          

                                   ETAPA 4                                                                                                                                                                 

Pressão Arterial mm/Hg    
Sistólica Diastólica Homens Mulheres
<120 <80 0 -3
120 - 129 80 - 84 0 0
130 - 139 85 - 89 1 0
140 - 159 90 - 99 2 2
>160 >100 3 3

 

                   ETAPA 5                                                                                                                                                               

Diabetes Mellitus Homens Mulheres
SIM 2 4
NÃO 0 0

   

                                    ETAPA 6                                                                                                                                                                        

      Tabagismo Homens Mulheres
Sim 2 2
Não 0 0

  

                                   ETAPA 7                                                                                                                                                             

ETAPAS 1+2+3+4+5+6

      SOME OS SEUS PONTOS

AG00021_.GIF (14873 bytes)

 

CALCULE O SEU RISCO 

           SY00170_.WMF (5138 bytes)
CONHECENDO A SUA PONTUAÇÃO
PROCURE NA TABELA O SEU PORCENTUAL

PARA HOMENS OU MULHERES

                                  ETAPA  8                                                                                                      

Homens Risco em 10 anos Mulheres Risco em 10 anos
Pontos Porcentual % Pontos Porcentual %
-1 2 <2 1
0 3 -1 2
1 3 0 2
2 4 1 2
3 5 2 3
4 7 3 3
5 8 4 4
6 10 5 4
7 13 6 5
8 16 7 6
9 20 8 7
10 25 9 8
11 31 10 10
12 37 11 11
13 45 12 13
14 53 13 15
    14 18
    15 20
    16 24
    17 >27

              

       RESULTADO  PRÁTICO         
 

AN02122_.WMF (7540 bytes)
 

META
 

0 - 1 FATOR DE RISCO *              < 10 %    

LDL       <160 mg/dl

  2  OU MAIS FATORES DE     RISCO              10 a 20 %    

LDL       <130 mg/dl   

**DAC  OU EQUIVALENTE DE RISCO    > 20 %      

LDL     <100 mg/dl   

                    * sem o LDL                                                                                          ** Doença arterial coronária                       

AN02122_.WMF (7540 bytes)

É SOBRE   0  LDL    QUE  DEVEMOS  ATUAR ALÉM DE TENTAR

MUDAR O NOSSO ESTILO DE VIDA,  DIETA,  EXERCÍCIO, ABSTENÇÃO DO FUMO E

PERDA DE PESO

                

  

MANTER UM ESTILO DE VIDA MAIS SAUDÁVEL SIGNIFICA NÃO FUMAR, NÃO INGERIR BEBIDAS ALCOÓLICAS, TER UMA ALIMENTAÇÃO EQUILIBRADA, PRATICAR EXERCÍCIOS FÍSICOS E SUBMETER-SE A CONTROLES MÉDICOS PERIÓDICOS

 
INFORMAÇÕES ÚTEIS

ESTUDOS RECENTES DEMONSTRARAM QUE EXISTE
UMA RELAÇÃO DIRETA ENTRE OS NÍVEIS SANGUÍNEOS
MAIS BAIXOS DE
COLESTEROL LDL E A DIMINUIÇÃO DO
RISCO PARA DOENÇA ARTERIAL CORONARIANA

( SOCIEDADE BRASILEIRA DE CARDIOLOGIA)
NHLBI -ACC -AHA - NCEP ATP III

AN02122_.WMF (7540 bytes)

" QUANTO MAIS BAIXO O  COLESTEROL  LDL MELHOR "

"    QUEM  TEM RISCO MUITO ALTO DEVE RECEBER UM TRATAMENTO MAIS INTENSO DO COLESTEROL "

DEVEMOS PREVENIR A OBESIDADE NA CRIANÇA E NO ADOLESCENTE PARA REDUZIR O RISCO CARDIOVASCULAR E METABÓLICO NA IDADE ADULTA


(  VER AS ETAPAS E AS TABELAS E CALCULE O SEU RISCO )

RISCO MUITO ALTO

 LDL   < 70

RISCO ALTO

 LDL   < 100

RISCO MODERADAMENTE
ALTO

LDL     < 130 - manter entre 100 e 129

RISCO MODERADAMENTE
BAIXO

Importante é fazer modificações no estilo de vida, nutrição adequada, prática de atividade física e controle do peso.

 

" A GORDURA INTRA-ABDOMINAL É UM FATOR DE RISCO IMPORTANTE
E PREOCUPANTE "

                                        

 

RECONHEÇA A SINDROME METABÓLICA


 

       OBESIDADE ABDOMINAL      HOMENS        > 102 cm
                                                               MULHERES   >  88  cm

       TRIGLICÉRIDES                        > 150 mg/dl

       HDL  COLESTEROL                  HOMENS        <  40 mg/dl
                                                              MULHERES   <  50 mg/dl

       PRESSÃO arterial              > 130 X 85 mmHg

       GLUCOSE EM JEJUM             > 110 mg/dl

DADOS EPIDEMIOLÓGICOS TEM DEMONSTRADO QUE A DISTRIBUIÇÃO DA GORDURA ABDOMINAL É UM FATOR DE RISCO IMPORTANTE PARA HOMENS E MULHERES



CIRCUNFERÊNCIA ABDOMINAL COMO FATOR DE RISCO


HOMENS > 102 cm          MULHERES >  88 cm


   

  

PRÉ-DIABETES           DIABETES 

 

O DIABETES MELLITUS É UM DOS FATORES DE RISCO PARA DOENÇAS  CARDIOVASCULARES. 

EXISTEM    2  TIPOS  DE  DIABETES  :   TIPO 1 E TIPO 2.  ESTE ÚLTIMO É  RESPONSÁVEL PELO
AUMENTO  DA   INCIDÊNCIA  DE DOENÇA  ARTERIAL  CORONÁRIA    E   ACIDENTE   VASCULAR CEREBRAL.

A  COMUNIDADE CIENTÍFICA MUNDIAL ESTÁ CADA VEZ   MAIS RECONHECENDO A IMPORTÂNCIA  DE DIAGNOSTICAR O PRÉ-DIABETES,  OU SEJA,  IDENTIFICANDO OS SINAIS
DE DIABETES  ANTES  QUE  A   DOENÇA   SE      MANIFESTE .   ASSIM   PODEREMOS PREVENIR O

APARECIMENTO DO  DIABETES TIPO 2   E   DIMINUIR  O RISCO  DE   HAVER  COMPLICAÇÕES ASSOCIADAS,  OU SEJA ,   DOENÇAS  CARDIOVASCULARES   RENAIS E  OCULARES.

DIAGNÓSTICO DO PRÉ-DIABETES

SINTOMAS

A MAIORIA  DAS  PESSOAS  COM  PRÉ-DIABETES  NÃO TÊM NENHUM SINTOMA  EMBORA POSSAM  TER SEDE  EXCESSIVA UM  DESEJO FREQUENTE DE URINAR,  VISÃO TURVA E CANSAÇO.
                                                                                 
 
LABORATÓRIO

PODEMOS FAZER 2 TIPOS DE EXAMES LABORATORIAIS PARA SE DIAGNOSTICAR O PRÉ-DIABETES

                                                                                                                                                                                                   

 A) GLICOSE EM JEJUM
 B) GLICOSE PÓS-PRANDIAL

 

RESULTADOS DOS EXAMES

    CLINICA                                          GLICOSE EM JEJUM
 NORMAL                                         < 100 mg/dl
 PRÉ-DIABETES                                  100 a 125 mg/dl
 DIABETES                                        > 126 mg/dl em 2 ou mais testes

 

    CLINICA      PÓS-PRANDIAL
 NORMAL    < 140 mg/dl
 PRÉ-DIABETES       140 a 199 mg/dl


TRATAMENTO DO PRÉ-DIABETES


PROCURE O SEU MÉDICO

PREVENÇÃO CARDIOVASCULAR 

    doctor1.gif (3167 bytes)            

        PARA UMA DIETA SAUDÁVEL           

 

                                                      

  

       AS  PRINCIPAIS  FONTES  DE GORDURA  DEVEM SER O PEIXE, AS NOZES , O AZEITE E OS ÓLEOS VEGETAIS,  EVITANDO O CONSUMO DE GORDURAS SÓLIDAS COMO A MANTEIGA, A MARGARINA OU A BANHA.

         ESCOLHA ALIMENTOS E BEBIDAS AOS QUAIS NÃO SE TENHA ADICIONADO AÇUCAR, VERIFICANDO SEMPRE OS RÓTULOS SOBRE GORDURAS SATURADAS TRANS E QUANTIDADES DE SAL.  REDUZA OS DOCES  EM GERAL E O SAL. 

        FAÇA UMA ALIMENTAÇÃO RICA EM FRUTAS, VEGETAIS E GRÃOS INTEGRAIS

        CONTROLE O EXCESSO DE PESO E A OBESIDADE, PARE DE FUMAR, NÃO USE BEBIDAS ALCOÓLICAS E TRATE O COLESTEROL E A HIPERTENSÃO ARTERIAL 

         FAÇA EXERCÍCIOS DIÁRIOS, 30 MINUTOS,  5 VEZES POR SEMANA 

        

                                                                                                             

                                   

 

AS PIRÂMIDES ALIMENTARES PODEM LHE AJUDAR  A INGERIR UMA DIETA SAUDÁVEL

EXISTEM VÁRIOS TIPOS DE PIRÂMIDES ALIMENTARES. ELAS REFLETEM AS PREFERÊNCIAS E OS PADRÕES CULTURAIS DE DIVERSOS POVOS .

                

OBSERVE O CONTEÚDO DA PIRÂMIDE
ELA FORNECE PRECIOSAS INFORMAÇÕES PARA UMA DIETA SAUDÁVEL.  

 

 

 

ÊNFASE NA NECESSIDADE DE EXERCÍCIO FÍSICO E PERDA DE PESO


 

                                                

 

PREVENÇÃO CARDIOVASCULAR

1) Modificações no seu estilo de vida
2) Nutrição adequada
3) Exercício Físico
4) Controle do peso
5) Verifique com o seu médico se o Risco
     é muito alto, alto, moderado ou baixo



P R E V I N A - SE  !
           PROCURE O SEU MÉDICO

doctor1.gif (3167 bytes)

                      

VISITANTE DESTA HOME PAGE

      NUNCA É TARDE PARA COMEÇAR . . .
         RECEBA O SEU DIPLOMA VIRTUAL

CERTIF~2A copy.jpg (56200 bytes)


 

OBRIGADO PELA SUA VISITA

flor.jpg (22098 bytes)

ESPERO QUE O SITE  TENHA SIDO ÚTIL A VOCÊ

Dr. Salomão Nejman

você é o visitante número
103828

Web_copy3.jpg (4980 bytes)

Última revisão: março 31, 2009